Shania Twain

domingo, fevereiro 15, 2009

DVD "Up! Close And Personal", tradução do bônus - Parte II

Olá caros shanáticos AND shanáticas!

Continuando a tradução do bônus do DVD “Up! Close And Personal” (2004) que começamos há um mês, graças aos esforços de Paula Nonato, trago hoje a segunda parte da tradução, com os comentários de Shania sobre as músicas apresentadas no especial. Acredito ser esta a parte mais interessante da tradução, revelando os anseios e receios de Shania ao gravar um show tão único ao lado de Alisson Krauss e o Union Station, como foi este acústico. Shania fala sobre o grande marco em sua carreira que foi cantar a famosa canção do AC/DC “You Shook Me All Night Long”, sobre o quão importante é pra ela cantar os seus primeiros sucessos e sobre a influência do Jazz em “Ain’t No Particular Way”, uma de suas canções preferidas. E muito mais, é claro.
Para os recém chegados, a tradução está sendo divida e publicada em três partes. A primeira parte trouxe os comentários dos vários fans que assistiram ao Show. Já a terceira, que ainda será revisada, trará os bastidores do show, as passagens de som e os comentários das demais pessoas que participaram deste bônus.

Lembrando que a tradução integral é de Paula Nonato e a Casa Twain apenas edita e publica o conteúdo, sob sua permissão. Então, conheça agora a tradução dos comentários de Shania Twain no bônus do DVD “Up! Close And Personal”. Mas para isso, clique em "Continue lendo".



Sobre o show.

- A sensação que eu tive depois desse show é que praticamente nos sentimos numa festa em casa e com a Alisson e o Union Station eu senti que ficou musicalmente íntimo, quebrando aquela imagem de “grande produção” que há geralmente nos estúdios de gravação e nos grandes shows. Então, pensei que seria bastante apropriado fazer algo mais íntimo, e também, é claro, com um público menor. Passar de trinta mil pessoas para trezentas faz com que fique algo bem mais intimista e pessoal. E eu realmente fiz de toda essa aproximação e movimentação, uma festa particular.
“She’s Not Just a Pretty Face”

- “She’s Not Just a Pretty Face” tem uma musicalidade bastante divertida, mas tem um significado muito profundo para mim. E sobre a forma como me vejo enquanto mulher e como me sinto quanto às outras mulheres. Acredito que esta música é sobre a minha verdadeira percepção das mulheres de hoje.
Sobre Alisson Krauss e Union Station

- É claro que eu estou bastante familiarizada com a música da Alisson e do Union Station. Então eu fazia idéia de como tudo isso pareceria, mas ainda continuo surpresa, agradavelmente surpresa. Estou simplesmente emocionada pela forma como foi. Eles têm uma batida tão diferente, tão única, são músicos fabulosos. Foi realmente mágico.
“Whose Bed Have Your Boots Been Under”?

- Eu sempre gostei de cantar os primeiros sucessos, sou muito grata a essas músicas. São as músicas com as quais eu comecei. E não há nada mais emocionante para mim que ver o público cantando uma música que gravei há dez meses da mesma forma que cantam uma música que eu gravei há dez anos. É uma experiência repleta de sentimentos porque é parte de mim e parte da minha história. E nunca me cansarei disso porque sempre foi um imenso prazer.
“You Sook Me All Night Long”

- Cantar a música do AC/DC “You Shook Me All Night Long” é provavelmente um dos pontos altos da minha carreira porque de certa forma me faz voltar a minha adolescência. Eu costumava cantar musicas do AC/DC em clubes e certamente eu já dancei muito no embalo das música do AC/DC em muitas festas. E é realmente uma emoção ter uma música do AC/DC dentre as gravações da minha carreira. Sinto como se estivesse completando um ciclo, está tudo unido agora. E, é claro, Mutt ser o produtor original dessa música, fecha esse ciclo e faz do mundo um lugar muito pequeno. É realmente maravilhoso!
“I’m Holding On To Love (To Save My Life)”

- “I’m Holding On To Love (To Save My Life)”. Eu realmente acredito que o amor tem que vir do coração e esse é o único lugar que você pode encontrá-lo de verdade. Você não vai encontrá-lo na internet, ou gastando tempo num analista – Pelo menos, é nisso que eu acredito. Talvez essas coisas ajudem, mas acho que se você está procurando pelo amor, você deve seguir seu coração e é por isso que eu escrevi essa música.
“Ain’t No Particular Way”

- “Ain’t No Particular Way” é uma de minhas antigas favoritas. Sinto que tenho cantado essa música há anos e ela só veio ser gravada nesse último CD. Eu quero dizer, ela tem estado por perto há muito tempo no meu repertório. É como se fosse um velho amigo que eu só estou apresentando agora. E eu simplesmente amo o jazz que essa música possui.
“In My Car

- “In My Car”. Eu realmente me divirto muito com essa, adoro-a, especialmente ao vivo. Eu me sinto ótima. É simplesmente o único lugar que você pode ir e ter total controle.

Assim como foi a primeira parte, esta segunda também aproveitou ao máximo o espaço. Espero que tenham curtido, assim como eu, conhecer a opinião de Shania sobre essas músicas que marcaram história desse DVD acústico.

Aguardem a terceira e última parte deste especial, que virá não se sabe quando, mas virá. Um muito obrigado à Paula Nonato pela ótima tradução e um grande abraço a todos vocês!

Até a próxima

6 comentário (s):

Jean Carlos disse...

Espetacular Pablito!!! A postagem ficou d++++... e que imagens hein, percebo que foram escolhidas a dedo, sem contar a qualidade das cores, mandou super bem!

Quanto aos comentários de Shania, eu concordo com ela, acho que esse show teve uma característica marcante que o próprio nome dele já diz "Close & Personal".
Eu diria que essas 300 pessoas que puderam assistir a esse magnífico espetáculo musical, são pessoas realmente privilegiadas, pois puderam ver Shania de muito perto e ouvir sua voz unida aos arranjos acústicos feitos especialmente para aquelas 12 canções, incluindo ainda a participação da Alisson Krauss e do Union Station, que são super feras da música. Enfim, não tenho palavras suficientes para descrever o quão perfeito foi esse show... hehe

Abraço Paulo e parabéns pelo post!

Anônimo disse...

Paulo, estou realmente adorando essas traduções, estão demais!
Agora, quero fazer um pedido. É que nesse show ("Close & Personal")durante a música “You Sook Me All Night Long” a Shania faz um comentário sobre alguém na platéia. Por favor, você tem essa tradução?

Obrigado, até mais!
Nadson

Paulo Twain disse...

Valeu Jean! E concordo contigo, essas 300 pessoas nasceram sorrindo pra Lua, de tão sortudas! Quem me dera ser um dos escolhidos...

Anônimo, pretendo postar a tradução ds comentários que Shania fez durante o show também. Apenas peço que espere um pouco, pois devo postar outras traduções antes desta e ainda preciso pedir a permissão do autor. Mas se me passar o seu e-mail, mando o arquivo com a tradução pra você.

Abraços!

Anônimo disse...

As imagens (fotos) aqui exibidas, são duma sensualidade tal, que não me canso de as ver. Elas transmitem a simplicidade e a graciosidade que há na MULHER MAIS LINDA neste universo!!!!!!!Obrigado a quem as postou.

Anônimo disse...

Olá Paulo, obrigado por me responder.
Meu email é: nadsonn_07@ibest.com.br
Aguardarei, ansiosamente, por esse arquivo.

Mais uma vez, obrigado e até mais!
Nadson

Anônimo disse...

shania e a mulher mais linda desse mundo eu a amo mais que a minha propria vida daria qualquer coisa pra ver essa mulher pessoalmente,moro em barra de sao fancisco espirito santo e sou louca,apaixonada,alucinada,doente enfim por shania twain.shania eu te amo mais que a mihna propria vida e assim vai ser ate meu ultimo suspiro.Beatriz Oliveira

Postar um comentário

Evite o uso de linguagem não apropriada.